Olá! Seja bem vindo!

"O objetivo desse blog é compartilhar boa música"

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Aaron Parks - Invisible Cinema (2008)

Fabuloso pianista norte-americano, Aaron Parks é um dos preferidos do trompetista Terence Blanchard, com o qual já gravou vários álbuns, inclusive o vencedor do Grammy de 2007 de melhor disco de jazz, "A Tale of God's Will (A Requiem for Katrina). "Invisible Cinema" é o seu último trabalho, foi lançado em 2008 pelo selo Blue Note, e conta com o baixista Matt Penman, com o baterista Eric Harland e com o guitarrista Mike Moreno.

Confira: http://rapidshare.com/files/243378955/Aaron_Parks.rar

7 comentários:

Felipe Fernández disse...

Simplesmente fenomenal!
Era exatamente isto que andava procurando, este som me cativou muito.

Grato por me mostrar este álbum!

rojazz disse...

Muito bom né Felipe..tb pirei com esse disco..

Érico Cordeiro disse...

Caro ROJAZZ,
Descobri o teu blog por acaso, navegando a esmo pela rede, e de imediato gostei do que vi, li e ouvi. Percebi o bom gosto na escolha dos artistas, a excelência das resenhas (a do Tom Harrell está fantástica) e a ótima disposição gráfica.
Muitos dos discos aqui mencionados estão entre os meus favoritos, como o Song For My Father e o Somethin' Else (sobre o qual postei uma resenha recentemente).
Já adicionei aos meus favoritos e vou voltar sempre aqui.
Gostaria de aproveitar para convidá-lo a conhecer o JAZZ + BOSSA + BARATOS OUTROS, dedicado à músicca (em especial ao jazz), cujo endereço eletrônico é:
www.ericocordeiro.blogspot.com
Um fraterno abraço e parabéns pelo ótimo espaço virtual!

rojazz disse...

Obrigado pelos elogios Enrico, é muito gratificante saber que meu trabalho está sendo reconhecido, pois o faço com muita dedicação e amor a boa música. Também colocarei o seu blog em meus favoritos, e se quiser podemos trocar materiais e idéias afins...grande abraço!

rojazz disse...

Ahh Enrico..esqueci de dizer..excelente matéria sobre o Somethin' Else no seu blog..parabéns!

Érico Cordeiro disse...

Obrigado, caro Rojazz.
Adicionei um link pro teu blog lá no JAZZ + BOSSA e estarei sempre por aqui!
Grande abraço!

Werbeth Ferreira disse...

Também fui um dos que ficou extasiado com esse disco do Aaron.Um disco de jazz mas que pode ser apreciado por qualquer um com sensibilidade e respeito pela boa música. Mas o que me atrai realmente nesse disco é a guitarra do Mike Moreno que lembra às vezes o Pat Metheny. A faixa "Peaceful warrior" traduz bem isso. "Invisible cinema" e o "Yin-Yang" do Steve Talaga estão entre os melhores lançamentos de Jazz pra mim...este ano.