Olá! Seja bem vindo!

"O objetivo desse blog é compartilhar boa música"

sábado, 13 de dezembro de 2008

Boas Festas!!!



Caros amigos e visitantes, venho desde já desejar a todos boas festas de fim de ano e um 2009 ainda melhor para todos, com muito Jazz e Deus no coração. Vou ficar fora por uns dias e por isso não estarei postando mais nada até o começo do ano que vem, mas assim que puder estarei por aqui dando ótimas dicas e colocando em prática o objetivo desse blog, que é difundir e compartilhar boa música. Grande abraço a todos!!!

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Abdul Zahir Batin & The Notorious Jazz Ensemble - Live At The Jazz Cultural Theatre (1986)


Um grande amigo acaba de voltar de Nova Iorque e me trouxe essa preciosidade, um álbum independente do lendário e misterioso baterista de jazz Abdul Zahir Batin, que mudou seu nome por questões religiosas e sumiu de cena depois da gravação desse CD. Seu verdadeiro nome de batismo é Michael Shepherd, ele já tocou com gente de peso como Archie Sheep e Wynton Marsalis. Esse álbum foi gravado em 1986, no famoso show no Jazz Cultural Theatre em NY, com sua banda The Notorious Ensemble, sendo seu único registro como lider, pois apesar de ser um excelente músico, e ter tocado com feras do jazz, acabou ficando a parte dos grandes selos de jazz, mas que pela paixão que tem pela música e pelo jazz, continua até hoje na ativa. Meu amigo comprou o álbum das mãos do próprio Abdul (Foto), muito simpático, ele é figura carimbada das noites nos clubes de jazz da cidade, vendendo seu CD e contando histórias do jazz, como a do dia em que ele teve o prazer de tocar ao lado de Miles Davis em uma jam session. Belo achado, o som do sexteto é demais e esse álbum virou lenda, cultuado até hoje pelo underground do jazz nova-iorquino. Na foto abaixo, Armando Salmito e Abdul Zahir Batin.








Músicos:
Abdul Zahir Batin - Bateria
Bobby Watson - Sax Alto
Cecil Bridgewater - Trompete
Robin Eubanks - Trombone
John Hicks - Piano
Curtis Lundy - Baixo
Faixas:
1. Libre Ahora (I)
2. Mind Wine
3. Grand Ummi
4. Classic Medley
5. Libre Ahora (II)
6. 369 in the Dunya

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Stefano Di Battista - Trouble Shootin' (2007)


Grande Saxofonista Italiano, Stefano Di Battista tocou recentemente por aqui no Tim Festival, fazendo grande sucesso entre o público presente, grande fã do sax de Art Pepper, ele é uma das grandes novidades do jazz contemporâneo, apesar de já ter um certo tempo de carreira. Trouble Shootin' é o seu mais recente trabalho, lançado em 2007 pela Renomada Blue Note. Altamente recomendado!!!

Confira: http://rapidshare.com/files/212272362/Trouble_Shootin.rar

domingo, 7 de dezembro de 2008

Revista Jazz Mais


Após uma ausência de um ano e meio longe das bancas, e agora com apoio do produtor musical e organizador do grande festival "Rio das Ostras Jazz & Blues", está de volta a revista "Jazz Mais", com publicação bimestral e já na sua 16ª edição, a revista retoma seu espaço no carente mercado editoral brasileiro para publicações do gênero, pois se não me engano é a única revista especializada em jazz no Brasil. Com projeto gráfico renovado e um caderno especial dedicado ao blues, a Jazz Mais já pode ser encontrada nas prateleiras das principais bancas do país, podendo também ser encontrada com facilidade em todas as Livrarias Cultura, Fnac e Saraiva. Boa leitura!!!

sábado, 6 de dezembro de 2008

Lou Donaldson - Blues Walk (1958)

Grande saxofonista da era Bop e muito influenciado por Charlie Parker, Lou Donaldson já tocou com os Jazz Messengers e gravou o grande álbum A Night At Birdland. Blues Walk foi lançado em 58, e é um dos meus preferidos dele, juntamente com o célebre "Lou Takes Off " com o pianista Sonny Clark.

Confira:

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

The Alternate Blues (1992)

Nesse álbum, lançado em 1992, Clark Terry, Freddie Hubbarb, Dizzy Gillespie, Oscar Petterson, Joe Pass e outros grandes nomes do jazz, se juntam para gravar quatro versões de um blues arrebatador, o resultado é um dos encontros mais memoráveis dos últimos tempos. Simplesmente, fantástico!!!

Confira: http://rapidshare.com/files/212018022/The_Alternate_Blues.rar

sábado, 29 de novembro de 2008

Hank Mobley - Reach Out (1968)


Fantástico álbum desse saxofonista que já tocou com os Jazz Messengers e foi um dos principais músicos do selo Blue Note nos anos 50 e 60, gravando diversos álbuns tanto como lider, como sideman de outros conjuntos. Nesse álbum lançado em 1968, Mobley escalou um timaço, com destaque para o trompete de Woody Shaw e a guitarra de George Benson, que foi considerado um sucessor natural do grande guitarrista Wes Montgomery.

sábado, 22 de novembro de 2008

Stanley Turrentine - Sugar (1970)

Nesse antológico álbum, o sax tenor "Stanley Turrentine", também conhecido como Sugar Man, justamente por causa desse disco, conseguiu reunir grandes nomes do jazz, como Freedie Hubbard (trompete), Ron Carter (Baixo), George Benson (guitarra). Misturando elementos bop e soul-jazz, com uma sonoridade quente e potente, "Sugar" transformou-se em sucesso instantâneo, foi lançado em 1970 pelo selo CTI e vendeu 150 mil cópias. No conteúdo do LP original estavam apenas três longas faixas, todas ultrapassando dez minutos de duração. Ainda assim, o tema-título, um blues de 16 compassos em tom menor, estourou em todas as rádios de jazz e virou um clássico, com dezenas de regravações.

Faixas:

1 - Sugar
2 - Sunshine Alley
3 - Impressions
4 - Gibraltar

Músicos:

Stanley Turrentine: tenor saxophone
Billy Kaye: drums
Butch Cornell: organ
Lonnie L. Smith Jr.: electric piano
George Benson: guitar
Freddie Hubbard: trumpet
Ron Carter: bass
Richard "Pablo" Landrum: conga

Confira: http://rapidshare.com/files/212222699/Sugar.rar

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Hugh Masekela - Grrr (1966)




Hugh Masekela é um trompetista Sul-africano, mistura jazz com ritmos africanos, lutou contra a brutalidade do apartheid, e deixou o país com ajuda de amigos indo para Londres e NY, onde Dizzy Gillepsie e outros o ajudaram a entrar para Escola de Música de Manhattan. Finalmente em 1991 com o fim do apartheid e a libertação de Nelson Mandela, ele pode lançar sua primeira turnê no seu país. Esse é o seu primeiro Álbum, lançado em 1966 pela Verve, excelente músico, na faixa Ntjilo-Ntjilo ele mostra toda sua genialidade, um blues simples, porém arrassador com o seu trompete.



01. U, DWI

02. Zulu And The Mexican

03. Emavungweni

04. Ntjilo-Ntjilo

05. Sharpville

06. Umaningi Bona

07. Sipho

08. Kwa-Blaney

09. Mra

10. Phatsha-Phatsha

Confira: http://rapidshare.com/files/212425383/Grrr.rar

terça-feira, 18 de novembro de 2008

20 Obras-Primas do Jazz


01 - Kind Of Blue (Miles Davis - 1959)
02 - Blue Train (John Coltrane - 1957)
03 - Somethin' Else (Cannonnball Adderley - 1958)
04 - Round About Midnight (Miles Davis - 1955)
05 - Monk's Dream (Thelonious Monk Quartet - 1962)
06 - Giant Steps (John Coltrane - 1960)
07 - Empyrean Isles (Herbie Hancock - 1964)
08 - Saxophone Colossus (Sonny Rollins - 1956)
09 - Time Out (Dave Brubeck Quartet - 1959)
10 - Song For My Father (The Horace Silver Quintet)
11 - Moanin' (Art Blakey and The Jazz Messengers - 1958)
12 - Mingus Ah Um (Charles Mingus - 1959)
13 - Cool Struttin' (Sonny Clark - 1958)
14 - The Sidewinder (Lee Morgan - 1964)
15 - Cool World (Dizzy Gillespie - 1963)
16 - Carryin' On (Grant Green - 1969)
17 - Getz/Gilberto (Stan Getz - João Gilberto - 1964)
18 - Midnight Blue (Kenny Burrell - 1963)
19 - White Blues (Chet Baker - 1997)
20 - A Tale of God's Will "A Requiem for Katrina" (Terence Blanchard - 2007)

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Trumpet Legacy (1997)


Esse álbum, lançado em 1997 pela Milestone, é um verdadeiro tributo ao trompete e aos gênios desse instrumento. O trompetista Nicholas Payton se juntou a mais três trompetistas de peso da atualidade, para relembrar clássicos de grandes mestres do trompete, como: Miles Davis, Dizzy Gillespie, Lee Morgan, Chet Baker, entre outros.
As faixas são:
1. So What (Miles Davis)
2. Jordu (Clifford Brown)
3. My Funny Valentine (Chet Baker)
4. Lotus Blossom (Kenny Dorham)
5. The Sidewinder (Lee Morgan)
6. There's No You (Louis Armstrong)
7. Fire Waltz (Booker Little)
8. Nostalgia (Fats Navarro)
9. That's Earl Brother (Dizzy Gillespie)

sábado, 15 de novembro de 2008

Três filmes essenciais sobre jazz



"BIRD", é um verdadeiro tributo ao grande saxofonista Charlie Parker. Dirigido por Clint Eastwood, grande fã de jazz e de Charlie Parker, dirigiu este filme em 1988, tendo como base depoimentos da vida de Parker. O filme aborda a vida de Charlie Parker em seus últimos anos de vida, e a partir de vários "flashbacks". A trilha sonora do filme é fora de série, ganhou o Oscar de melhor som. Forest Whitaker, ator que interpreta Charlie Parker, dá um show de atuação, o que lhe rendeu a Palma de Ouro de melhor ator. O filme ainda ganhou um Globo de Ouro de Melhor Diretor.
"POR VOLTA DA MEIA-NOITE (ROUND MIDNIGHT)", dirigido por Bertrand Tavernier e estrelado pelo grande sax tenor Dexter Gordon , contou com grandes jazzistas, como Ron Carter, Wayne Shorter, Freddie Hubbard, Herbie Hancock, entre outros. Ganhou um Oscar de melhor trilha sonora, produzida pelo próprio Hancock.
"MAIS E MELHORES BLUES (MO' BETTER BLUES)" filme do diretor Spike Lee, com astros do cinema, como, Denzel Washington e Wesley Snipes. O filme conta a história de um jovem trompetista de jazz, o pequeno Bleek Gilliam (Denzel Washington), que ainda muito jovem era forçado pelos pais a estudar trompete, o que não lhe deixava tempo nenhum para ser criança e brincar com os amigos. Os anos se passaram e finalmente Bleek realiza o sonho de seus pais, tornando-se trompetista profissional. Mas uma forte rivalidade com o saxofonista Shadow Henderson (Wesley Snipes), parece crescer a cada dia, assumindo proporções catastróficas. E, além disso, o estranho Giant (Spike Lee), amigo e empresário de Bleek, é viciado em jogo, causando sérios problemas para todos os músicos da banda. A excelente trilha sonora do filme é assinada pelo trompetista Terence Blanchard, com participação do saxofonista Branford Marsalis.

Metropolitan Jazz Affair (MJA) 2003

O Metropolitan Jazz Affair(MJA),vem da França, misturam jazz com música eletrônica. Fazem um nu-jazz, cheio de influências beebop. Vale a pena conferir, essses caras fazem um jazz moderno, de qualidade e inovador. O album é de 2003, e é o primeiro deles.

Confira: http://rapidshare.com/files/212249469/MJA.rar

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Christian Scott - Rewind That (2006)


Tropetista de New Orleans, faz um Jazz Fusion de primeira linha, nesse album lançado em 2006, ele dá uma nova roupagem à música "So What" do grande Miles Davis, com batidas fortes e encorpadas, beirando o Jazz Funk.


Confira: http://rapidshare.com/files/212425382/Rewind_That.rar

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Jazz6 - Four (2007)



Não me considero um músico. Sou um metido a músico, mas amo tocar. Se eu pudesse escolher entre só tocar ou só escrever, escolheria tocar”.

Você pode imaginar essa frase dita por Luis Fernando Veríssimo? Sim, é ele o autor. Com 50 livros publicados e há oito anos o escritor mais lido do Brasil, dá para imaginar o talento que ele dedica quando resolve trocar o computador pelo saxofone. Integrante da banda Jazz6 (apesar de serem apenas cinco integrantes) e amante confesso do jazz, é o próprio Veríssimo quem nos dá a dica de uma das canções que mais ama no disco, é Four (olha o nome aí de novo!), de Miles Davis. Há ainda, Tune Up, também de Miles, e muitas outras preciosidades, como Vivo Sonhando, de Tom Jobim, e A rã, de João Donato. Se Veríssimo dispensa apresentações, saiba que Four também.
Lançado no ano passado pela gravadora Paulinas, o repertório do album é composto por clássicos da MPB e standards do jazz.
Fui recentemente a um show deles aqui em Brasília e pude constatar a qualidade do som do quinteto, além da simpatia de Verissimo.
Eles tocaram esse album inteiro, foi fantástico!!!
Luis Fernando Veríssimo - Sax Alto
Jorge Gerhardt - Baixo
Adão Pinheiro - Piano
Luiz Fernando Rocha - Trumpete e Flugelhorn
Gilberto Lima - Bateria
O CD está a venda nas Casas Paulinas e nas principais lojas do Brasil.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Mark Isham - Blue Sun (1995)

Trompetista norte-americano, faz um som modernoso, atmosférico. Este foi o seu primeiro álbum de jazz contemporâneo, lançado em 1995, com um som relax é ideal para quem curte ler um bom livro ouvindo música.

Erik Truffaz - Out of a Dream (1997)

Bom trompetista suíço, em alguns trabalhos ele inova misturando jazz com hip-hop, mas na minha opinião, OUT OF A DREAM, lançado em 1997 pelo selo Blue Note, é o clássico dele, com fortes influências do Cool Jazz de Miles Davis e Chet Baker.

Erik Truffaz (Trumpet)
Patrick Muller (Piano and Fender Rhodes)
Marcello Giuliani (Double Bass and Electro-Acoustic Bass)
Marc Erbetta (Drums)
Nya (Vocals)

Confira: http://rapidshare.com/files/336723042/Out_Of_a_Dream.rar