Olá! Seja bem vindo!

"O objetivo desse blog é compartilhar boa música"

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Till Brönner - Oceana (2006)


Chegou o Carnaval, e todo ano é a mesma coisa, essa imbecilidade transfigurada em falsa alegria que exportamos para todo o mundo, com mulheres nuas e idiotas saltitantes, fantasiados e embriagados pulando sem nem saber o porquê, numa busca frenética a sexo e diversão a qualquer custo. Tenho muito orgulho de ser brasileiro, mas tenho uma profunda vergonha de viver em um país que mesmo tendo tantos problemas, com tanta desigualdade e injustiça, realiza anualmente essa festa insana e depravada, que não acrescenta em nada, tanto culturalmente como socialmente, pelo contrário, dissimula a imbecilidade e a depravação total.


Em contrapartida ofereço esse maravilhoso álbum do trompetista alemão Till Brönner, com uma atmosfera relaxante e introspectiva, ele é perfeito para quem busca um refugio nessa época do ano.

Músicas:

01. Bumpin' ( music by Wes Montgomery)
02. Love Theme From Chinatown
03. In My Secret Life (feat. Carla Bruni)
04. The Peacocks
05. I'm So Lonesome I Could Cry (feat. Madeleine Peyroux)
06. Subrosa
07. Pra Dizer Adeus (feat. Luciana Souza)
08. It Never Entered My Mind
09. River Man (vocal Till Bronner)
10. Danny Boy
11. A Distant Episode
12. Tarde
13. You Won't Forget Me

Till Bronner (trumpet)
Dean Parks (guitar)
Gary Foster (alto saxophone)
Jim Cox (piano)
Larry Goldings (Hammond b-3 organ)
David Piltch (bass guitar)
Jay Bellerose (drums)

8 comentários:

Cecilia disse...

Olá, sou a moderadora daquela comunidade "Aqui Jazz"... é, concordo com todas as tuas palavras sobre o carnaval. Estou fazendo deste período um retiro meditativo, ouvindo Bach... mas esta visita ao teu blog me deu vontade de passar um pouco pelo jazz.
Abraço!

Rogério disse...

Grande abraço Cecilia, e que chegue logo quarta-feira.

Carlos disse...

Pegou pesado!
De que carnaval vc está falando?
Pelo visto não conhece carnaval, parece não conhecer o brasil e suas histórias, culturas e festas populares ou vc se refere ao Carnaval da televisão?
Já foi a Olinda?
Lamento sua opinião indiscriminada sobre o carnaval.

Rogério disse...

Caro Carlos,
Eu falo do sentimento de oba oba que o carnaval gera, sei que existem muitas pessoas decentes que curtem o carnaval pela alegria inocente de simplesmente estar em comunhão com outras pessoas, de todas as classes, raças e credos, pela alegria passada pelas inumeras cores e ritmos, e pelo estado de espirito que tudo isso gera. Mas infelizmente a grande maioria enxerga o carnaval apenas como um motivo para beber e se drogar até cair, e depois dirigir e colocar em risco a vida de pessoas inocentes, diga-se de passagem. De querer transar "indiscriminadamente" com tudo e com todos, podendo contrair ou repassar doenças, sem falar na gravidez indesejada que isso pode gerar, aumentanto assim os abortos de seres inocentes ou o sofrimento gerado aos filhos bastardos e as inconsequentes mães solteiras. Muitos também já saem de casa com o intuito de brigar, de agredir o próximo, muitas vezes sem nenhum motivo, causando assim muitas mortes e sofrimento. Você já viu o saldo de mortes desse carnaval??? é de deixar a faixa de gaza ou o Iraque no chinelo.

flávia disse...

Muito bom esse cd...

Adelsom disse...

Excelente disco! O tipo de jazz introspectivo que gosto mais. E meus parabens pelo site, que ja coloquei nos meus favoritos.

Herr Ärmel disse...

just 1 word: WOW!!!

I thank you for the presentation of this 1st class trumpet player.

may your days be sunny : Herr Ärmel

Morgoth Bauglir disse...

Thank you .